O ANARQUISMO NÃO TEM DONO

Estudos, debates, dúvidas envolvendo temas ligados ao anarquismo em geral.

O ANARQUISMO NÃO TEM DONO

Mensagempor quimas » 08 Out 2008, 09:41

Mensagem à geração de jovens anarquistas que vem surgindo.

Muitos jovens, atraídos pelas propostas anarquistas, muitas vezes mais como uma forma de meramente revoltarem-se contra a tirania das instituições, da educação coerciva dos institutos educacionais, ou simplesmente do julgo familiar, adentram o movimento sem a devida reflexão e necessário amadurecimento pessoal, apregoando aos brados serem anarquista de primeira ordem. Contudo, lêem e cultivam do anarquismo o que lhes seja conveniente e aprazível ao seu desejo de vingança contra a sociedade usurpadora de sua liberdade.
É certo que seja direito de todos rebelar-se, base inquestionável do anarquismo, fato que aqui não estamos em hipótese questionando ou confrontando, porém, rebelar-se por si só não demonstra efetivamente progresso em direção à liberdade individual e, muitas vezes, trata-se apenas de passionalidade, um capricho frente às necessidades pragmáticas da vida.
Alguns destes mesmos jovens, ignorantes dos fundamentos anarquistas e de um estudo profundo de seus pensadores e da devida crítica pessoal e ambientação de suas obras, violam a lei mais fundamental e irrevogável do anarquismo, a da não coerção e a do respeito à liberdade alheia, tentando enfiar pela goela abaixo de outros, as idéias propagadas pelo movimento, discriminando, fazendo chacota, constrangendo, enfim, pecando em relação aos postulados mais essenciais do anarquismo.
O anarquismo não é de Proudhon , não pertence a Malatesta, não é propriedade intelectual de Bakunin, como também, de qualquer outro destacado anarquista histórico ou futuro. O anarquismo é orgânico e desenvolve-se sempre, não é sectário, nem partidário, não promove o endeusamento de qualquer de seus expoentes.
O anarquismo tem por base entre outros princípios simples, que devem fazer parte da constante reflexão de seus afinados: a não coerção, a liberdade individual, a ausência de autoridade, o humanismo (solidariedade, cooperatividade, colaboratividade, respeito mútuo, entre outros), antiautoritarismo, a ação direta, apoio mútuo e internacionalismo.
Não basta dizer-se anarquista, deve-se manifestar os princípios do anarquismo no dia-a-dia, em todas as atitudes e, principalmente, refletir intensamente sobre a condição e motivação individuais, coisa sem a qual é impossível a própria libertação do julgo dos condicionamentos autoritários.

S. Quimas
Manafri – Movimento Anarquista Friburguense
No Orkut:
No Multiply:
Avatar de usuário
quimas
Site Admin
 
Mensagens: 12
Data de registro: 02 Out 2008, 11:59
Localização: RJ - Brasil

Re: O ANARQUISMO NÃO TEM DONO

Mensagempor Rosali27 » 09 Mar 2009, 17:45

Basta ver quantas pessoas ha nesse forum. Creio que a maioria das pessoas não conhecem aqui, mas pessoas serias que queiram discutir com respeito, sem as ******ias e desvios do anarquismo caricato que esta na internet. Existem pouquissimas pessoas interessadas em discutir, e outras milhares que são seduzidas por qualquer motivo. O problema é os interessados pagam pelo os que não estão nem ai. Morrem no proprio discurso. Mas é assim mesmo...
Rosali27
 
Mensagens: 2
Data de registro: 09 Mar 2009, 17:32

Re: O ANARQUISMO NÃO TEM DONO

Mensagempor Enron » 13 Abr 2009, 11:29

Julgo ser interessante lerem o livro de Fernando Pessoa "Banqueiro Anarquista"
Enron
 
Mensagens: 3
---------


Retornar para Anarquismo Geral

Quem está online

Usuários vendo este fórum: Nenhum usuário registrado online e 1 visitante

cron